Significado de Distopia: O Que é, Conceito, Definição

Há algum tempo, aqui no Semântica Hoje, nós falamos do significado de utopia. Hoje, nos voltaremos para o outro lado e falaremos do seu oposto. Ou seja, do significado de distopia.

Ou, até mesmo, dos significados. Isso pois como estamos tratando de uma palavra que deriva de seu oposto, ela tem um sentido muito mais difuso.

Esse tipo de coisa acontece pois uma definição com base na oposição não é uma definição propriamente dita. Mas uma abertura para diversos sentidos que, necessariamente, só precisam te um ponto em comum: não serem uma utopia.

Assim, mostraremos todos esses significados, de maneira detalhada, no texto abaixo. Além dos contextos onde podem ser utilizados. E, claro, a origem da palavra. Fique com a gente.

Qual é o significado de distopia?

Uma distopia se refere a um lugar onde a vida ocorre sobre um sistema de governo ou de controle autoritário e opressor. Onde a mobilidade social é bastante difícil ou impossível sem o sacrifício da própria identidade ou da moral.

O importante a se destacar aqui é que estamos falando de um lugar fictício. Essa característica é tão presente nas distopias quanto é nas utopias.

Aliás, a distopia é o oposto da utopia. Tanto que, alguns autores utilizam o termo antiutopia. Apesar desse não ter tanto apelo assim.

É essencial destacarmos que a distopia é galgada na exacerbação de diversos problemas que temos atualmente. Por isso, alcança tanto sucesso. As utopias, por outro lado, reconhecem os mesmo problemas e apontam que soluções foram alcançadas.

Distopia na ficção

Como dissemos, tanto utopias quanto distopias são obras de ficção. Em primeiro lugar, as utopias, de forma geral, são inalcançáveis. Com as distopias, no entanto, a situação é um pouco diferente.

Elas são, de fato, ficções. No entanto, apesar de exageradas, as situações conflitantes que vemos hoje, estão lá. Sobretudo, em dois pontos: alta tecnologia e baixa qualidade de vida.

No entanto, existem, ainda, as distopias onde a tecnologia foi abandonada ou perdida. E a civilização voltou à barbárie da Alta Idade do Bronze. Essas, mais recentes, geralmente, estão ligadas à desastres ambientais.

Outro fator comum a todas as distopias é que elas se passam em futuros. Geralmente (mas não necessariamente), próximos.

Esse é outro contraste importante com as utopias. Essas podem conviver com o nosso tempo presente ou estarem em um passado lendário. Desde que estejam em um ponto isolado do planeta.

Essa noção está bastante ligada às lendas da Era de Ouro, comuns em muitas mitologias. Na qual a humanidade viveu em um mundo perfeito e, depois de perdê-lo, passa a decair. Até chegar à distopia.

Existem muitos exemplos de distopias na ficção. Como as obras Akira e Mad Max. Além de tantas outras, mais obscuras.

Ou mais sutis. Isso pois uma das proposições das distopias é criticar as utopias. Demonstrando, assim os seus males.

Assim, temos trabalhos como O Demolidor, onde as periferias de uma cidade distópica estão cheias de miseráveis. Ou Berserk, onde monstros disfarçados de homens exigem subserviência total para manter o paraíso que é Fantasia.

Esse tipo de distopia chega a ser mais comum. Ou, até, mais interessante. Sobretudo na literatura, com obras como Admirável Mundo Novo ou Os Amantes do Ano 3060. Onde os personagens descobrem a falsidade de seu mundo perfeito, quando encaram outras realidades.

Origem do significado de distopia

Como estamos falando de um antônimo, a origem da palavra distopia não difere muito da origem da palavra utopia. No entanto, cabe a nós explicar essa origem. E, além disso, suas diferenças de seu antônimo.

Primeiro um adendo. Assim como aconteceu com a utopia, essa palavra vem do grego. Mas as suas origens são recentes. Diferentemente, da maioria das palavras que vêm da Grécia, essas não foram herdadas há milênios atrás, por nosso idioma, vindas do latim.

No entanto, é impossível falar da origem de distopia, sem falar da origem da utopia. Essa última é a junção do prefixo un (que exprime negação) com topos (lugar em grego). Assim, utopia seria um lugar que não existe.

Por outro lado, na palavra distopia, temos o sufixo dis. Esse vem do latim e, por vezes, é escrito com um y. Ele indica um afastamento ou separação. No caso, não seria um afastamento do lugar. Mas da utopia em si.

Distopia na Medicina

Por fim, temos um significado bastante diferente de distopia. Isso pois ela assume uma característica muito mais ligada às origens de seus significados.

Isso pois ela é usada para indicar uma posição ou uma localização atípica de algum órgão. Ou seja, um afastamento do lugar. Também, pode ser utilizado o termo ectopia. No entanto, esse é mais usado para designar feridas no colo do útero.

As distopias nos servem muito para uma autocrítica de nossa sociedade atual. Não para mostrar um passado idealizado e perfeito. Mas para nos dar esperança de que é possível reverter os problemas de hoje, antes que eles se revertam em uma sociedade impossível de se viver.

Confira o significado de outras palavras

Significado dos emojis
Qual é o siginificado de girassol?
O que significa logradouro?
Yeshua significado
Significado de avatar
O que é órgão expedidor?

Responder

3 + dezessete =

65 − 58 =