Significado de Puérperas: O Que é, Conceito, Definição

Nossa pauta do dia no Semântica Hoje é o significado de puérperas. Que, como você deve ter notado, é uma palavra no plural. Logo, será definida em sua forma mais radical.

E, logicamente, investigaremos as raízes da palavra. Tanto no português, quanto no latim, que deu origem ao significado de puérperas.

Além disso, discutiremos todas as situações onde empregamos a palavra. Isso porque ela mantém o mesmo sentido. No entanto, se apresenta sob diferentes facetas, visto que se refere a um período de várias mudanças na vida da mulher.

Dessa maneira, comentaremos, em detalhes, cada uma dessas mudanças. Além de relacioná-las com o próprio significado de puérperas. Fique com a gente para conhecer um pouco mais sobre a língua portuguesa.

Qual é o significado de puérperas?

Como dissemos, puérperas é uma palavra que está no plural e, cuja forma radical é puérpera. E puérpera é a mulher que está passando pelo puerpério.

Apesar de ser uma explicação, ela não deve ter esclarecido muita gente. Mas vamos explicar isso em detalhes.

O puerpério é o período na vida da mulher que ocorre logo após o parto. E que, popularmente, é chamado de pós-parto. Apesar de essa ser a forma mais coloquial de se referir ao período, pós-parto, não está, de maneira alguma, incorreta.

No entanto, quando nos referimos a pós-parto, tendemos a nos referir, apenas, às primeiras horas (ou, no máximo, dias) após o parto. No entanto, o puerpério costuma durar seis semanas.

Assim, as primeiras horas após o parto compõem o que chamamos de puerpério imediato e mediato. Explicaremos mais sobre essas fases mais abaixo.

De qualquer maneira, assim como durante a gravidez, a mulher passa por um intenso período de mudanças. Visto que o seu corpo está passando por diversas mudanças, para reverter ao processo de pré-gravidez.

No entanto, as mudanças não são, apenas, físicas. Assim como já dissemos, imitando a gravidez, existe uma série de modificações psicológicas.

Durante todo o período do puerpério, as mulheres são chamadas de puérperas. E, da mesma forma como ocorre com o pré-natal, existem alguns cuidados necessários nessa fase da vida. Isso tudo para que a recuperação seja completa e efetiva.

Qual é a origem do significado de puérperas?

Como dissemos, puérperas vem de puérpera, que, por sua vez, vem de puerpério. Logo, devemos investigar a origem dessa última palavra.

E, como o português é uma língua neta do latim (com um galego-português entre as duas), a maior parte de nossas palavras vem do latim. E puerpério não poderia ser diferente.

A palavra é uma junção de duas outras. Tratam-se de puer (menino) e parere (parir ou dar  à luz). Logo, ao pé da letra, significa dar à luz a um menino.

No entanto, como sabemos, hoje em dia, ela se refere a todo e qualquer tipo de parto Independentemente, do sexo da criança. No entanto, esse entendimento já vem desde o início.

Tanto que, ainda no latim, essa definição mais ampla já existia. A palavra puerperalis significava relativo a dar à luz, no idioma antigo.

Quanto tempo dura esse período?

Segundo médicos, o tempo de duração do puerpério é de 6 semanas, em média. Isso contando, a partir do nascimento do bebê. No entanto, esse tempo pode variar de mulher para mulher e de caso a caso.

Assim, o corpo das puérperas se encontra em um período de estabilização. Rumo ao estado em que se encontrava antes da concepção. E, por isso mesmo, o contato com o médico é fundamental, para garantir uma recuperação total de seu organismo.

Outro fato importante é que, durante o puerpério é que ocorre o início da amamentação. Que deve ser o alimento exclusivo do bebê até os 6 meses. E deve estar incluso em sua alimentação até os dois anos completos.

Ela ocorre com a subida dos hormônios responsáveis pela produção e expulsão do leite materno. Especialmente a prolactina e a ocitocina.

Por conta desse aumento anormal de hormônios, é possível que se notem alterações no ciclo menstrual. Ao menos no início da fase de amamentação.

Caso ocorra algum problema e a mulher não consiga amamentar, o ciclo menstrual pode se estabilizar em, até, 8 semanas após o parto. Porém, caso o processo de amamentação ocorra, esse tempo pode se estender para 6 ou, até, 8 meses sem ovulação.

Quais são as fases do puerpério?

Por ser um período tão extenso, ele pode ser dividido em fases, como citamos acima. Dentre elas, as 3 principais são:

  • Puerpério imediato: esse se inicia logo após o momento do parto e dura, em média, de 2 a 4 horas, encerrando com a expulsão da placenta, pelo corpo da mulher;
  • Puerpério mediato: esse se inicia com a saída da placenta e dura, aproximadamente, até o décimo dia após o parto. Nesse período, ocorre, também, a loquiação. Essa consiste em secreções liberadas pelo útero, para, assim, liberar as membranas da placenta. Dessa maneira, o útero pode voltar ao seu tamanho normal, revertendo a dilatação que ocorreu, ainda, antes da gravidez.
  • Puerpério tardio: esse se inicia com o fim do puerpério mediato e vai até o 45º ou 60º dia, a depender do caso. Nessa fase, os cuidados com a mulher passam a ser mais periódicos, mas a observação ainda é necessária.

Ainda podemos nos deparar com uma quarta fase, chamada de puerpério remoto. Quando esse é constatado, ele vai do fim do puerpério tardio até a retomada das funções reprodutivas da mulher.

Diferenças entre o puerpério normal e o puerpério patológico

Finalizando nossa explicação sobre o significado de puérperas, temos essa diferenciação. Podemos chamar de puerpério normal quando a mulher passa por todas as etapas descritas acima, de acordo com o previsto, sem passar por nenhuma complicação.

Por outro lado, existe o puerpério patológico, onde podem ocorrer complicações físicas ou psicológicas. Ou, então, anomalias referentes ao processo de recuperação da mulher.

Essas anomalias podem incluir síndromes hemorrágicas puerperais, doenças troboembólicas, síndrome de tristeza, infecções e depressão pós-parto. Além de outras complicações menos comuns.

Por isso mesmo que o acompanhamento médico é necessário. Para evitar essas complicações e, caso ocorram, para que sejam tratadas da melhor maneira possível.

Perguntas frequentes sobre puérperas

O que é uma pessoa puérpera?

O puerpério é o período na vida da mulher que ocorre logo após o parto. E que, popularmente, é chamado de pós-parto. Apesar de essa ser a forma mais coloquial de se referir ao período, pós-parto, não está, de maneira alguma, incorreta.

Qual a origem da palavra puérperas?

A palavra é uma junção de duas outras. Tratam-se de puer (menino) e parere (parir ou dar à luz). Logo, ao pé da letra, significa dar à luz a um menino.

Quais os sintomas do puerpério?

No período puerpério, a mulher tem várias alterações hormonais, físicas e emocionais que podem ser identificadas como: Mamas um pouco mais duras, inchaço na barriga, sangramento vaginal, cólicas, um certo desconforto na região íntima, incontinência urinária e o retorno da menstruação.

Confira o significado de outras palavras!

Significado dos emojis
Qual é o significado de estigma
O que significa equidade

Responder

15 − 14 =

63 − = 53